Imprensa

Rossi apresenta crescimento de 84% do lucro líquido e supera todas as metas de 2009

Fonte: Planin Worldcom

Publicado em: 30/03/2010

No quarto trimestre, a empresa mais que triplicou o lucro líquido, em comparação com o mesmo período de 2008

A Rossi, uma das principais incorporadoras e construtoras do Brasil, anuncia os resultados do quarto trimestre e do ano de 2009. Com recordes de crescimento e superação das metas, a empresa obteve R$ 218 milhões de lucro líquido, 84% acima do registrado em 2008. “Os resultados operacionais e financeiros traduzem o sucesso da estratégia adotada pela Rossi e estão acima do que a companhia havia anunciado como meta para o ano passado”, afirma o CEO da Rossi, Heitor Cantergiani.

Em 2009, a empresa somou R$ 2,8 bilhões em VGV (Valor Geral de Vendas) lançado e R$ 2,3 bilhões em vendas contratadas. Ao compararmos o primeiro e o segundo semestre de 2009, também constatamos 314% de crescimento do VGV lançado. Em valores, a somatória é de R$ 1,6 bilhão versus R$ 520 milhões dos primeiros seis meses do ano.

Seguindo a estratégia proposta para 2009, a Rossi teve 47% do VGV lançado em projetos do segmento econômico, nicho que também engloba imóveis alinhados ao programa do governo “Minha Casa, Minha Vida”. Isso representa 50 dos 68 empreendimentos lançados no ano. Em relação ao número de unidades, o montante é de 13.086, 184% acima do número alcançado em 2008. Desse total, 6.899 unidades foram lançadas no 4T09. “Destacamos que 70% do que foi lançado no segmento econômico no ano já está comercializado”, explica o CFO e diretor de RI da Rossi, Cássio Audi.

No quarto trimestre, os lançamentos somaram R$ 1,02 bilhão e as vendas contratadas tiveram um crescimento de 138% em relação ao mesmo período de ano passado, registrando R$ 828 milhões. Entre setembro e dezembro do ano passado, o VSO (Vendas sobre Oferta) atingiu 23%, apresentando crescimento consecutivo desde janeiro de 2009. Destaque também para o número de lançamentos do período: dos 24 empreendimentos, 17 foram projetos de até R$ 160 mil.

Os resultados financeiros acompanharam o bom desempenho operacional. Buscando mais transparência e uma ferramenta melhor para análise, a Rossi apresenta a margem bruta ajustada, excluindo os efeitos financeiros. No quarto trimestre, o percentual foi de 33,6%, 8,2 pontos percentuais (p.p.) acima da margem de 25,4% registrada no mesmo período do ano passado. Já, em 2009, a margem bruta anual foi de 34,2% versus 28,3% em 2008.

A margem EBITDA atingiu o topo da meta. Saltou de 15% em 2008, para 22% em 2009. O EBITDA ajustado foi de R$ 345 milhões em 2009, aumento de 91% em relação a 2008. Já o endividamento líquido sobre o patrimônio líquido saiu de 46% em 2008 para 10,5% em 2009, incluindo o SFH. Com relação à margem líquida, no quarto trimestre foi registrado 16,1% contra 5,5% do mesmo período de 2008, aumento de 11 p.p.

O ROE, indicativo que analisa lucro líquido e patrimônio líquido médio do período, foi de 22,6% (anualizado e excluindo o follow on). Em 2008, o percentual era de 5,5%. Ao compararmos os períodos, constatamos aumento de 17,1 p.p.

 “A empresa também manteve a eficiência na gestão das despesas comerciais e administrativas”, destaca Audi. Os números comprovam a afirmação. No ano, estes custos tiveram redução de 14,0%, se compararmos com 2008. 

Após a captação de R$ 928 milhões, a Rossi criou a Regional Paulistana e reestruturou a Regional Oeste, além de firmar a joint-venture com a construtora Capital no Norte do País. As parcerias locais e a variada linha de produtos permitem que os empreendimentos estejam adequados às particularidades de cada região. “Nossa estratégia é mais agressiva neste ano”, diz o diretor de RI e CFO da Rossi, Cassio Audi. 

Com relação ao banco de terrenos, a Rossi fechou 2009 com capacidade de gerar lançamentos com VGV de R$ 22,9 bilhões, sendo que R$ 10,4 bilhões são destinados ao segmento econômico. Dos terrenos adquiridos pela empresa, 76% foram por meio de permuta. A empresa mantém a estratégia de investir na boa distribuição geográfica e na diversificação do portfólio de produtos. Importante destacar que com relação a capacidade de execução, em 31 de dezembro de 2009, a empresa contava com 132 canteiros de obras, totalizando 170 empreendimentos, que representam 34.762 unidades em fase de construção. Desde 1992, quando a Rossi expandiu sua atuação para diferentes regiões do País, até fechamento de 2009, foram lançados 68.572 imóveis, em um total de 6.457.849 metros quadrados de área construída. Deste total, 32.534 unidades, equivalentes a 3.284.774 metros quadrados, já foram entregues.

Sobre a Rossi
Completando 30 anos em 2010, com presença em aproximadamente 70 cidades do País, a Rossi é uma das principais incorporadoras e construtoras do Brasil. A empresa atua em diversos segmentos do mercado imobiliário e tem no seu portfólio inúmeros sucessos de vendas de imóveis residenciais e comerciais, nos mais variados perfis de renda.

Com base em valores como inovação, valorização das pessoas e sustentabilidade, a empresa acredita na construção de relacionamentos de longo prazo com colaboradores, clientes, fornecedores, parceiros e acionistas. A Rossi acredita que seu trabalho vai além da construção de residências e locais de trabalho. Seu compromisso é com projetos de vida. Visite: www.rossiresidencial.com.br ou acesse pelo celular o portal mobile da Rossi: www.rossiresidencial.com.br/mobile

Corretor Online

Preencha nome e e-mail para iniciar um chat ao vivo com nossos corretores.

CRECI

Vídeo