Imprensa

Rossi aposta em baixa renda para ganhar valor de mercado

Fonte: DCI - SP

Publicado em: 08/06/2009

A Rossi Residencial quer priorizar o segmento de baixa renda em seus lançamentos, e assim, chegar ao mesmo nível de valor de mercado de seus principais concorrentes. Segundo Cássio Audi, diretor financeiro e de Relações com Investidores da construtora, as ações da Rossi ainda estão muito baratas. "Nossos principais concorrentes tem valor de mercado correspondente a duas vezes o valor patrimonial, enquanto o nosso valor de mercado é muito próximo do patrimonial. Acredito que possamos chegar ao mesmo nível de nossos concorrentes", afirma.

Neste ano, as ações da Rossi Residencial têm alta acumulada de R$ 104,9%. As outras empresas do setor que têm ações no Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), também possuem desempenho positivo, mas bem abaixo do da Rossi. Cyrela Realty ON tem alta acumulada de 52,94%, enquanto Gafisa ON registra alta de 57,37% no acumulado do ano até sexta. No último pregão da semana passada, as ações da Rossi registraram alta de 1,05%, a R$ 7,69.

Essa forte alta é justificada por Audi com uma mudança na estratégia da companhia, iniciada no final do ano passado. "Nós passamos a apostar no segmento que possui maior potencial de crescimento, que é o das famílias com renda mensal de até 10 salários mínimos, ou imóveis de até R$ 130 mil". Segundo o diretor de RI, este segmento representava menos de 20% dos lançamentos até o final de 2007, e pulou para 29% de participação ao final de 2008. "Este ano, nosso objetivo é fazer com que esse segmento chegue a 50% dos lançamentos da Rossi".

O diretor da incorporadora chama a atenção para o grande volume de terrenos que receberão empreendimentos para o segmento popular. Dos R$ 20,3 bilhões do banco de terrenos da Rossi, R$ 8,3 bilhões serão direcionados para construção de imóveis de menor valor. "A maior parte do déficit habitacional do País está localizado na baixa renda, é o segmento de maior potencial de crescimento nos próximos anos", afirma Audi.

Outra aposta da Rossi é na consolidação do setor de construção civil. Audi afirma que o processo não terminou com a passagem do pior momento da crise financeira internacional. "É um processo mais lento, a consolidação vai continuar acontecendo, até porque existem muitos investidores estrangeiros interessados em adquirir empresas brasileiras de construção". Ele afirma que a Rossi está na ponta consolidadora deste processo, mas que no momento, a companhia não estuda fazer aquisições.

Essa posição de compradora é justificada por Audi com o desempenho da companhia no primeiro trimestre, e também durante os meses de março e abril. A receita líquida apresentou um crescimento de 36,6%, passando de R$ 217 milhões no primeiro trimestre de 20089 para R$ 296,4 milhões no mesmo período deste ano. O lucro líquido apresentou um aumento de 80,2%, passando de R$ 15,9 milhões nos três primeiros meses do ano passado para R$ 28,6 milhões este ano, com crescimento na margem líquida de 2,3 pontos percentuais, passando de 7,3% para 9,6%.

Esses números, além dos resultados de abril e maio, ainda não divulgados pela Rossi, levaram a construtora a revisar suas projeções para este ano. "Estávamos com uma expectativa que chamamos aqui de conservadora. Mas após o anúncio do programa "Minha Casa, Minha Vida", e o aumento de 40% nas vendas em março, já passamos a ter uma projeção moderada para 2009, ou seja, esperamos que tenhamos resultados no lançamento semelhantes aos do ano passado", afirma Audi.

Um exemplo dessa consolidação aconteceu semana passada. A construtora Klabin Segall anunciou na quarta-feira a venda de 100% de sua participação na companhia Saracura Investimentos Imobiliários para a Cyrela. A aquisição de 10,5 milhões de ações, divulgada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), custou R$ 29,718 milhões à Cyrela.

A Klabin Segall detinha o controle da Saracura Investimentos em parceria com a Abyara. A companhia era responsável pela construção do empreendimento Horizontes, em São Paulo.

Corretor Online

Preencha nome e e-mail para iniciar um chat ao vivo com nossos corretores.

CRECI

Vídeo