Imprensa

Paulistano lança sua segunda fase

Fonte: Revista Engenharia - SP

Publicado em: 22/09/2009

Após o sucesso da primeira fase e o início das obras, o Paulistano inicia as vendas da segunda fase no dia 19 de setembro. Momento marcado por um evento com Outback Steakhouse, no estande do empreendimento.

Localizado no Morumbi, sofisticado bairro da Zona Sul, em São Paulo, o empreendimento é resultado da parceria da incorporadora e Construtora Rossi com a Even e alia a comodidade de viver em São Paulo e a qualidade de vida difícil de encontrar na cidade. Em mais de 155 mil metros quadrados, o projeto vai além de um simples condomínio com opções de lazer.

O Paulistano trará casas e apartamentos integrados a um grande clube com infraestrutura completa de lazer, serviços e segurança. A ideia principal do empreendimento é promover a convivência em família e o contato com a natureza, unindo qualidade de vida e praticidade.

Na primeira fase, foram lançadas 190 casas, com grande diversidade de metragem e três torres com apartamentos de 110, 141 e 177 metros quadrados.

Para o lançamento da segunda fase do empreendimento, Rossi e Even mantêm as diferentes opções de plantas. Entre as unidades que serão lançadas no dia 19, estarão disponíveis duas torres com apartamentos de 141 e 177 metros quadrados e 50 casas de diversas metragens. As duas opções de apartamentos têm quatro dormitórios, sendo duas suítes, banheiro, sala de estar e jantar, lavabo, cozinha, área de serviço e dependência de empregada, além de ampla varanda. No apartamento maior, a varanda traz o conceito de espaço gourmet e são disponibilizadas três vagas na garagem, uma a mais que o de 141 metros quadrados.
A segurança de morar em um bairro privativo é uma das vantagens do Paulistano. Não serão necessárias as grades de proteção, o que resgata valores de outras épocas, quando a cidade era menor. "É um local onde o morador pode fazer uma caminhada à noite e o filho pode andar de bicicleta nas ruas sem preocupar os pais", afirma o diretor da Regional São Paulo da Rossi, Marcelo Dadian.

Para a maioria das pessoas, uma simples atividade como malhar, inclui tempo e dinheiro gastos em excesso. A pessoa encontra um tempo, geralmente apertado, do seu dia e enfrenta horas de trânsito para ir até a academia. Antes de voltar pra casa, não esquece de pagar a mensalidade que, quase sempre, inclui apenas algumas horas de aparelhos de musculação, sem aulas adicionais. Na volta pra casa, mais trânsito e tempo gastos. Essa será uma realidade diferente para o morador do Paulistano.

Sua estrutura de lazer será uma das mais completas de São Paulo, com um megaclube que contará com piscinas, academia super equipada, quadras poliesportiva, campo de futebol, salões de festas, SPA e cinema. Além destes, outro item que promete fazer a alegria dos moradores é a Garage Band, um espaço para ensaios e apresentações musicais, solução para os jovens que enlouquecem os pais e a vizinhança com os ensaios de suas bandas.

Além de todas estas opções de lazer e serviços, o Paulistano contará com um centro comercial, com espaço para lojas e escritórios, o que, para Dadian, complementa a funcionalidade e qualidade do empreendimento. "Tanto o lazer quanto o centro comercial vão facilitar a vida dos moradores, que não precisarão se deslocar para encontrar grande variedade de serviços", destaca.

O projeto do Paulistano prima pelas áreas verdes. Praças e jardins estarão por toda a parte e o empreendimento contará até mesmo com um bosque de 18 mil metros quadrados, com mais de 3.000 árvores que ficam no terreno do empreendimento. Quando o Paulistano for entregue, a área se tornará um percurso para caminhada.

Sérgio Santana, responsável pelo projeto urbanístico do Paulistano, destaca que o paisagismo foi pensado em total harmonia com o urbanismo. "Normalmente, este assunto é deixado para o final. No entanto, neste empreendimento, nós elaboramos o projeto de acordo com a paisagem".

A ideia de reunir casas e apartamentos proporciona uma diversidade interessante. A harmonia na distribuição das residências, das torres e das áreas verdes traz um charme especial para o Paulistano.

O paisagista garante que o sistema viário do empreendimento é adequado tanto para os motoristas quanto para quem gosta de caminhar. As vias principais serão circundadas por grandes áreas verdes e foram traçadas para proporcionar vista panorâmica, principalmente ao motorista que chega ao condomínio.

Nas ruas secundárias, haverá árvores com copas que proporcionarão ampla sombra aos pedestres. Em cada quarteirão, devem ser plantadas flores de uma cor predominante, como as bauínias (roxas) e as acácias (amarelas). "As alamedas não terão conflito entre os pedestres e os carros. Projetamos de maneira que apenas os moradores circularão por determinadas ruas", ressalta Santana.

Para quem quiser vivenciar antecipadamente o prazer de morar no Paulistano, uma boa oportunidade é visitar os cinco modelos decorados. Os ambientes revelam como pode ser a ambientação de seu novo lar. Dois tipos de casa e três de apartamento já estão em exposição. A decoração das casas ficou a cargo da arquiteta Débora Aguiar. Já os apartamentos são assinados por Patrícia Anastassiadis. Nos dois casos, foram privilegiadas características como o aconchego e o conforto, sem nunca deixar o requinte de lado.

"Foi um desafio. Não se tratava apenas de formular um conceito, mas de criar uma ambientação que atingisse um público exigente e sofisticado como o do Paulistano", diz Débora Aguiar, responsável pelo visual das casas.

A decoração preferiu cores neutras e suaves, como o bege, nas paredes e deixou os tons mais vivos para os acessórios. Para profissional, esta escolha cromática proporciona leveza, o que combina com a idéia de viver em uma casa: "Quis deixar os ambientes com um ar romântico, ideal para quem tem a sorte de desfrutar de um quintal em uma cidade como São Paulo".

A arquiteta gosta de misturar peças e texturas diferentes, que sejam agradáveis não só ao olhar, mas também ao toque. "Em meus projetos, procuro despertar nas pessoas a vontade de tocar nos objetos da casa", explica. Em seu trabalho no Paulistano, isso se traduz no uso de madeira, porcelanato e mármore.

Um dos diferenciais do Paulistano é a possibilidade de adaptar as unidades às necessidades dos moradores. Para ilustrar esta característica, um dos quartos está decorado para uma família com filhos gêmeos.

Corretor Online

Preencha nome e e-mail para iniciar um chat ao vivo com nossos corretores.

CRECI

Vídeo