Imprensa

Capital desperta atenção de grandes empresários

Fonte: Gazeta Digital - MT

Publicado em: 07/04/2011

  O cenário comercial cuiabano aos poucos se transforma e ganha novos integrantes vindos de grandes centros econômicos do país. São marcas e lojas atraídas pelo crescimento da Capital e pelo aumento do poder aquisitivo da população. Os empreendimentos investem para entrar no mercado local e na competição com varejistas da região. Somente nos 3 primeiros meses deste ano a Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme) registrou um investimento de R$ 5,445 milhões em Cuiabá, de empresas enquadradas no Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic).

  Na rua 13 de junho, tradicional centro comercial da Capital, é comum ver lado a lado empresas cuiabanas que se transformaram para disputar clientes com os vizinhos, que chegaram recentemente com produtos novos, preços menores, descontos e linhas de crédito. O vendedor de colchões, Enzo Arruda, há 17 anos trabalha na mesma loja e diz que a evolução do comércio local é nítido e quem não se adapta às mudanças corre o risco de fechar as portas. Segundo ele, o vendedor tem que estar sempre se atualizando, fazendo cursos e se informando sobre o mercado porque o cliente sabe pesquisar e questionar. E quando não é bem atendido procura o concorrente. "Mudou o conceito no comércio de Cuiabá. As marcas, preços, atendimento, tudo foi revisto e o cliente exige sempre o melhor".

   Quem também percebeu a mudança foi o gerente da loja City Lar, Aderi Otávio Cruz, que viu na iniciativa da empresa de se unir a outras grandes redes varejista brasileiras um meio de permanecer forte no mercado regional. "A City Lar se fundiu com outras duas lojas e criou a Máquina de Vendas para, assim, comprar em maior quantidade e conseguir preços competitivos para driblar a concorrência".

  Cruz ainda ressalta que a vinda das grandes marcas e redes beneficiou os consumidores porque eles puderam ter mais opções e também conhecimento sobre seus direitos. "O varejo mantém uma mídia ativa e constante que divulga aos clientes o que eles podem encontrar, como poderão pagar e permite que eles comparem e escolham o que melhor se enquadra ao seu perfil".

   Mas o que incentiva a vinda de empresas fortes em outras regiões para Cuiabá? Os motivos são muitos. O gerente da loja Romera, que há um ano e meio está na cidade, Fauzer Santana Lianos, explica que a Capital cresce em ritmo acelerado e as expectativas da Copa também geram confiança nos investidores. De acordo com o gerente, a economia local atrai os investimentos e tem garantido retorno para quem vem para a cidade.

  Na Novo Mundo, o gerente Joseval Bispo de Assis, revela que o fato de Mato Grosso ser o maior produtor de grãos e de bovinos e a riqueza gerada pelas commodities estarem concentradas na principal cidade, desperta o interesse dos lojistas de outros estados. "Além do desenvolvimento da cidade, o baixo índice de desemprego também influencia muito na hora de decidir para onde ir".

  A rede de lojas Gazin, uma das maiores do país, inaugurou a primeira loja em Cuiabá em 1994 e há um ano abriu mais uma unidade. O bom desempenho da empresa na cidade desperta o investimento em publicidade, que para o aniversário da cidade desenvolveu uma campanha especial ressaltando os costumes locais.

  A proprietária da franquia da Osklen em Cuiabá, Fabiana Miranda, conta que há algum tempo ela tentava trazer uma representante da marca para a cidade, mas que a empresa somente autorizou a vinda depois de identificar que o poder aquisitivo da população e o crescimento eram compatíveis com o conceito da loja, que também atua no exterior.

  E não é só do setor varejista que chegam investimentos. Na área da construção civil também tem aumentado a participação de grupos nacionais. A Rossi, por exemplo, está lançando seu primeiro empreendimento da cidade e  vai injetar R$ 20 milhões somente na primeira fase. O diretor regional da Rossi, Frederico Kessler, explica, porém, que os projetos da construtora na cidade são para longo prazo e que o crescimento forte e a constância na economia fizeram com que Cuiabá se destaque no programa de expansão da empresa. Além da Rossi, Cuiabá também recebeu recentemente as construtoras MRV e a Gold Farb, atual PDG.

Corretor Online

Preencha nome e e-mail para iniciar um chat ao vivo com nossos corretores.

CRECI

Vídeo