Selo Black Friday

Imprensa

Alinhadas à responsabilidade socioambiental, Rossi e GNO plantam mudas de árvores

Fonte: Alfapress Comunicações

Publicado em: 27/10/2008

Projeto das empresas revela compromisso com o equilíbrio ambiental

Alinhadas às principais tendências de sustentabilidade em termos de empreendimentos imobiliários, a Rossi e a GNO sempre buscam avaliar os impactos gerados por suas obras e implementar as medidas mais capazes de manter o equilíbrio local. No caso do futuro empreendimento, condomínio de casas localizado na rua Lúmen Christi, 76% das árvores que estão no local (488 árvores) permanecerão integradas ao projeto paisagístico.

Para a construção do empreendimento, as empresas cumprem, desde o início, todas as suas obrigações legais e possuem, desde julho, a aprovação da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, por meio das autorizações do DEPRN nº 0000046013/2008 - nº do processo SMA/DEPRN 000000065006/2007 (data de expedição 16/07/2008) e autorização nº 0000064733/2008 - nº do processo SMA/DEPRN 000000065006/2007 (data de expedição 26/09/2008), referentes ao corte das árvores que estão no terreno, e o Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental nº 0000045643/2008, do processo SMA/DEPRN 000000065006/2007 (data da expedição: 15/07/2008), por meio do qual a Rossi e a GNO se responsabilizam pelo plantio de mudas.

Para a execução deste projeto, foi contratada uma empresa especializada que realizou estudos detalhados e irá gerenciar todo o processo. Entre outros aspectos, destaca-se que nenhuma parte do terreno constitui APA (Área de Proteção Ambiental) e ali não se encontra nenhuma nascente ou curso d’água, não ocorrendo, portanto, APP (Área de Preservação Permanente), uma vez que elas foram plantadas pelas freiras moradoras do convento ao qual pertencia o terreno.

O projeto desenvolvido determina que para cada árvore nativa suprimida, será realizado um plantio compensatório de mais de 25 mudas em outro terreno. E com uma vantagem importante: parte das árvores cortadas é classificada como exótica – plantas originárias de outros países, que não têm atrativo para a fauna local, nem colaboram com o fluxo ambiental porque não dispersam sementes, apresentando mais dificuldade para se manter – e todas as plantadas serão de espécies classificadas como nativas – servem para a fauna local e produzem frutos. Com a troca, ganha o meio ambiente e a sociedade ao seu redor.

Corretor Online

Preencha nome e e-mail para iniciar um chat ao vivo com nossos corretores.

CRECI

Vídeo